Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Era diferente dos outros meninos, nunca gostou de futebol. Fazia tudo que as crianças não deviam fazer: quebrava telhado de casas, soltava bombas perto dos cachorros."Podia ser o cachorro maior que tivesse, eu não tinha medo. Era legal. Mas, hoje é crime ambiental, e não é nada divertido".
Na escola, não faltava por nada, e ia nem que fosse só para aprontar mais peraltices de menino. Quando sentava na fileira da frente, na sala de aula, passava de ano, mas quando sentava lá no fundão, ficava reprovado, porque conversava com os colegas o tempo todo. Por esse lado travesso, Vagner levou muitas surras de sua mãe "Tinha de tudo, corda, chinelo, o que tivesse na mão minha mãe jogava em cima de mim. Ela só não podia perder a tacada", diverte-se.
PUBLICIDADE